Page images
PDF
EPUB
[merged small][merged small][merged small][ocr errors][ocr errors][ocr errors]

NOVA

GRAMMATICA INGLEZA.

PARTE PRIMEIRA.

DEFINIÇÕES GERA ES

DAS PRINCIPAES PARTES DA GRAMMATICA.

A GRAMMATICA he a arte de fallar e escrever correctamente.

A oração compõe-se de nove partes; a saber : substantivo, ou nome, artigo, adjectivo, pronome, verbo, adverbio, preposição, conjunção, interjeição.

O substantivo he huma palavra que serve para nomear pessoa ou cousa , como : Pedro, agua, etc.

O substantivo divide-se em proprio e appellativo. O substantivo proprio he o que se applica a huma pessoa particular, ou cousa; como : Cesar, Inglaterra.

Substantivo appellativo he aquelle que designa huma classe de objectos. A palavra homem he hum substantivo appellativo, ou commum, e pode-se applicar a qualquer individuo, como : Paulo , Pedro , Jorge, etc.

D'estes nomes alguns são collectivos, e outros abstraclos. Os collectivos expressão congerie, v. g. : hum exercito hum bosque ; ou hum aggregado parcial, como : huma quantidade de... a maior parte de...

Os abstractos são os nomes das qualidades abstrabidas d'elles mesmos; como : superficie, redondeza , sciencia, brandura, sabedoria , etc. Nos substantivos devem considerar-se genero e numero.

GRAMN. INGL.

[ocr errors]

1

huma penna.

Os generos são dois : o masculino e o feminino (1).
Ha dois numeros : o singular e o plural.
O singular expressa hum objecto só, como : hum livro,

Os nomes proprios não tem plural; como : Bilbao, Porto, Camões, excepto havendo mais de hum individuo do mesmo nome.

O artigo he designativo que serve para indicar e determinar a pessoa ou cousa de que se falla; como : o homem, a mulher.

O adjectivo he huma palavra que se ajunta ao substantivo para expressar a sua qualidade; como: bom pai, boa filha; bello rapaz, bella rapariga.

O pronome suppre o nome. Ma muitas classes de pronomes; a saber: pessoaes, possessivos , relativos , absolutos, demonstrativos, indefinitos.

Os pronomes pessoaes usão-se para substituir os nomes de pessoas : Paulo deo-me hum bom conselho; e eu dei-lhe hum livro.

Ha tres. pessoas: a primeira , que falla ; a segunda , com quem se falla; a terceira he a pessoa ou cousa de quem se falla.

Os pronomes possessivos são adjectivos que denotão a possessão das cousas : v. g. vossa casa he mais forinosa que a minha.

Os relativos são aquelles, que se referem a hum bome, ou pronome que os precede, chamado antecedente : v. g. o homem que estuda.

Os absolutos são os que não tem relação a hum antecedente, como : Eu vos direi quem o fez : não sabe o que deverá fazer. Os demonstrativos servem para marcar os objectos de

faila : : v.g. esta casa : aquelle homem. Os indefinitos são os que pertencem a huma natureza vaga e indeterminada : v.g. todos se queixào, prova de que ninguem está contente.

O verbo he huma voz que exprime acção, estado, acto, relativamente a pessoas, tempo, e modo : tem pessoas, niodos, e tempos.

que se

(1) Que não só exprimem o sexo dos animaes, mas que, independentemente da relação sexual, determinão a terminação dos adjectivos que corresponde ao genero masculino e feminino.

[ocr errors]

1

Os verbos tem dous numeros, singular e plural ; e cada Aumero tres pessoas.

Ha varias classes de verbos; a saber : activo, passivo neutro, reflexivo ou reciproco, defectivo, e impessoal.

Verbo activo he aquelle, cuja acção e significação abraga outro objecto, que he o seu termo, com preposição ou sem ella ; como: amar a Deos; aborrecer o vicio : o objecto d'esta acção chama-se regime. Tambem se pode dizer que expressa huma acção que passa do agente ao paciente, e peste caso chama-se transitivo.

O verbo passivo expressa soffrimento ou recepção d'buma aeção do agente; como : o ladrão será eastigado pela justiça. Em portuguez não existe forma passiva dos verbos : he supprida pelo verbo Ser.

O verbo neutro ou intransitivo he aquelle, cuja acção ou significação não passa a outra cousa ; isto he : que não admitte substantivo depois d'elle; como : a criança dorme : não tem regime como o activo.

O reflexivo, reciproco, a pronominal be aquelle , que se conjuga com pronomes pessoacs em todos os seus tempos; como : eu me visto , etc.

O defectivo he aquelle, a quem faltão alguns tempos ou pessoas, que o uso não adnitte; como os verbos Prazer, Feder, etc.

O impessoal, ou unipessoal he aquelle , que não se emprega senão nas terceiras pessoas do singular; como : chove, troveja, etc.

Os nomes numeracs servem para contar; dividem-se em cardeaes , ordinaes , partitivos, e multiplicativos.

Os cardeaes são os que servem para expressar absoluta e simplesmente os diversos numeros; como: vinte soldados, cem cavallos.

Os ordinacs designão a ordem das cousas ;
Carlos quinto, capitulo sexto.

Os partitivos determinào as partes d'huma certa quantidade; como: a metade , hum

terço. Os multiplicativos servem para designar o augmento progressivo dos objectos; como: o dobro, o triplo, o centupto

Positivo he o adjectivo que expressa simplesmente a qualidade do objeeto, sem relação à outro algum; como: homem fiel. O adjectivo passa a ser comparativo quando, alera da qualidade, expressa a comparação; como: Pedro

[ocr errors][ocr errors]

como:

DE X3 78

he mais fiel que João. Converte-se em superlativo quando expressa a qualidade no maximo grao.

o superlativo pode ser absoluto, ou relativo. O superlativo absoluto expressa huma qualidade no maximo gráo, porém sem a menor relação a outra cousa; como : Pedro ke sapientissimo. O relativo a expressa no maximo grao com relação a outra cousa, como : Cicero foi o mais eloquente de todos os homens.

As preposições são vozes invariaveis que servem para designar as relações que as cousas tem humas com outras; como: vou para Londres (1).

Adverbio he huma voz invariavel, que se ajunta aos verbos, para os modificar, expressando alguma circumstancia de cada hum d'elles ; como : Onde está o livro? alli.

As conjunções são vozes invariaveis que servem para unir palavras ou periodos; como : eu choro, e tu canias.

Asinterjeições empregão-se para exprimir os sentimentos repentinos da alma; como : ai! ui! ó! oh! eia! Muitas são phrases exclamatorias, v. g. ora sus! ápage! chiton! ! co! valha-me Deos! que vergonha!

ALPHABETO.

O alphabeto da lingua ingleza consta de vinte e seis letras , cujos nomes procurarei imitar por meio de sons portuguezes.

A, B, C, D, E, F, G, H, I,

a ou ei, é, bi, ci, di, i ou é, eff, dgi, heitch, ai oui, J, K, L, M, N, 0, P, Q, R, S, T, U, dgei, kei, ell, emm, enn, ó, pi, kiu, ar, ess, ti, , V, W, X, Y, Z. vi, dobliú, iks, uai, dzed.

(1). Algumas supprem as terminações que em Latim e Grego constituem os casos dos substantivos e adjectivos.

« EelmineJätka »